O Home Office e ou trabalho em casa vem se expandindo no Brasil com o avanço das tecnologias.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

MUTIRÃO PORQUE?


MUTIRÃO PORQUE?






Em uma postagem anterior comentei um pouco sobre mutirão e gostaria de refletir mas um pouco sobre isto, mas antes gostaria de deixar primeiro o significado da palavra mutirão, onde escolhi este:














“Qualquer mobilização de indivíduos, coletiva e gratuita, para execução de serviço que beneficie uma comunidade.”





 
Então comentei sobre a cultura brasileira que não transforma os brasileiros em empreendedor e também não tem a cultura de mutirão que é como o titulo acima ação coletiva e gratuita para que se beneficie uma comunidade.


Qual seria esta ação em relação a empreender, seria de fato, nós ajudarmos coletivamente uns aos outros no objetivo de crescimento da comunidade.


Exemplo na comunidade falta uma padaria e tem alguém que tem o talento de fazer pão em uma comunidade que tem esta sensibilidade eles irão ajudar mutualmente para que esta pessoa possa criar uma padaria e se já tiver montado para que ela possa crescer e não comprar pão fora. E este individuo também ajudara a sociedade em outras coisas que possam completar os objetivos mútuos.


 
Mas infelizmente o que vemos não é isto. O que acontece é diferente infelizmente. São poucos os lugares que tem este sentimento.


Antigamente em uma determinada religião que não vou citar o nome até porque aqui não se trata de meio religioso existia um meio em que eles faziam esta parte de ajudar os membros entre si para que pudesse ter uma casa, por exemplo, juntava um grupo lá e construía a casa daquela pessoa, procura incentivar a pessoa no crescimento profissional entre outras ações até mesmo seus templos eram construídos em mutirão. Mas com o tempo ela cresceu muito e foi perdendo este sentimento deixando de lado isto passaram a suspeitarem uns dos outros passando a deixar de cumprir a caridade.


Mas enfim este exemplo que dei é para refletirmos que nós em vez de fazermos uma sociedade crescer perdemos muito tempo suspeitando mal uns dos outros achando que tudo tem um que de interesse errado. E assim preferimos sofrer e deixar outros também sofrer do que ajudarmos aos outros.



Vi na internet uma reportagem sobre uma ong que faz mutirão de reparo de casas. Quantas pessoas tem dificuldade para construir suas casas tem o dinheiro para comprar o material e não pode pagar o pedreiro, ou as vezes nem pode comprar o material. Outros são até pedreiros, mas estão desempregados, porque fica nesta situação difícil, porque as vezes as pessoas não se ajudam entre si. A questão Brasileira é competição. Falei de coisas simples do dia a dia. Você pode até me perguntar, mas o que tem haver com empreendedorismo e trabalho em casa?

Sim tem muito haver, pois se as pessoas vivem em dificuldade que tem talento para fazer algo, mas se não tem ninguém que o apoie que o ajude que lhe de a mão ele não tem como crescer, por exemplo, que fale para ele olha isto que você faz pode ser vendido assim e assado e tal lugar, compre da pessoa, indique para ela onde ela pode vender, ou então a pessoa não sabe nada ensine alguma coisa, leve um meio dela comprar ou vender e assim pode haver uma prosperidade para a comunidade.


Por, exemplo, na bíblia uma mulher não tinha nada em casa, a não ser uma botija de azeite, Elizeu disse para ela vai e pede vasos emprestados aos teus vizinhos e também depois que fez a multiplicação mandou ela vender. Ela vendeu para quem? Para os vizinhos, isto quer dizer ela através de um milagre empreendeu um negócio qual foi o negócio? Negócio de venda do azeite. Então se os vizinhos dela não fizesse o mutirão de lhe emprestar os vasos e comprar o seu azeite não seria mas difícil? É claro que falando de milagre Deus teria outros meios para fazer, mas falando como pensamento empreendedor, quanto mais as pessoas ajudam uns aos outros fica até mais fácil para milagres acontecer, pois muitos esperam a Deus vai preparar, e ficam esperando enquanto seu amigo esta lá com fome, sofrendo doente e com um monte de problema e ninguém enxerga.



Hoje passou uma reportagem na televisão no programa do balanço geral sobre uma mãe que a 28 anos tem um filho doente e mora aonde no centro da cidade na Penha no meio de tudo e cadê o pode ninguém nunca viu ela passar com este moço no colo? Ninguém nunca viu ela entrando na sua casa ou saindo?



O que fazemos na terra é esperar em Deus.


Como se Deus fosse obrigado a fazer tudo por nós.


Esperar nos governos, nas organizações sem fins lucrativos, nas igrejas, mas não somos voluntários para nada.



Sabe queridos quem ajuda, será ajudado, muitos falam não faça esperando receber, esta certo, mas isto não quer dizer que não vai receber porque vai seja para bem ou para mão é uma lei tudo que damos recebemos.


 
Pensem nisso.

Jóias Gold_Jóias Gold - Alianças

quarta-feira, 20 de maio de 2015

INDEPENDENCIA E AUTOCONFIANÇA



Centauro_Outlet_02

ABRINDO UM PARAGRAFO – SOBRE O SEBRAE  - RESOLVI COLOCAR MAIS ESTE TESTO QUE GOSTEI MUITO.





INDEPENDÊNCIA E AUTOCONFIANÇA




Um empreendedor é sempre autodeterminado, sabe tomar decisões com segurança. Faz questão de ser seu próprio patrão e dono do seu nariz; acredita em si e na capacidade de realizar sonhos e projetos. Todo o empreendimento é um desejo concretizados por alguém que confiou no seu próprio potencial.

Você conhece a sua capacidade e os seus limites?

Você defende suas ideias?

Você gosta de enfrentar desafios?

Você acredita em sua capacidade como empreendedor?

Fonte: Sebrae





Espero que você possa aprender e enfrentar a crise em que estamos com resiliência e força de vontade para tirar dela o bom proveito e poder seja trabalhar em casa por clt, ou acima de cima se tornar um empreendedor de sucesso e vencedor.

Boa sorte.







O MAIOR PROBLEMA DO BRASILEIRO ESTA NA CULTURA





O MAIOR PROBLEMA DO BRASILEIRO ESTA NA CULTURA





Agora terminei de postar todas as ideias que aprendi no Sebrae sobre empreendedorismo, lembrando que fiz um curso há muito tempo atrás e tirei as ideias do livro fornecido por eles. Vou iniciar agora minhas postagens através de outros ângulos ainda falando de trabalho em casa e empreendedorismo.



Abaixo o que estou pensando hoje, por isto o titulo acima.


Eu estava aqui pensando com meus botões e entendi uma coisa o maior problema do brasileiro esta na cultura, o pessimismo a degradação e a depressão transformando nós em pobres para sempre. Por quê?





Por que você foi ensinado por seus pais desde pequeno, olha você estuda que você vai arrumar emprego e vai ficar rico. Está ai a questão onde você fica rico estudando não você enriquece os outros.


Agora outra questão filho você tem que trabalhar bastante arrumar um bom emprego logo para ficar rico. Onde você fica rico trabalhando para os outros? Aqui também você enriquece os outros.



Agora você me pergunta como assim eu enriqueço os outros estudando?

Quanto você paga por mês em faculdade?

Quanto você paga por mês em cursos?

Quanto você paga por mês em passagens?

Quanto você paga por mês para estudar?

Agora quanto você aprendeu guardar por mês?

Quando te ensinaram a empreender?

Agora você me pergunta como assim eu enriqueço os outros trabalhando para os outros?

Quantas horas você fica por mês no trabalho?

Quantas horas você fica por mês em condução?

Quantas horas você fica por mês no transito?

É não vou dar resposta a estas questões porque aqui é para você pensar...




Só posso te dizer que me ensinaram a vida inteira que se eu estudar eu ficava rica fiz faculdade e um milhão de curso. Fiquei quase doida, mas rica não fiquei um dia vi alguém dizendo meu avo era analfabeto e morreu rico. E disse também a ideia dele é tudo tem que ter uma entrada, ou seja, entrada de dinheiro, você compra por um e vende por dois. E como você vai ter entrada de dinheiro se você não vende nada você só compra como vai ter receita?


Então o quero dizer com isto se nossa cultura nos ensinasse a ser empreendedor. A vender alguma coisa, existiria assim uma troca melhor de produtos e serviços e empreendedores e não um monte de mão de obra ociosos e necessitados.


Outra coisa uma cultura de pessoas que não são feitas para mutirão e sim cada um por si e Deus por todos.

Mutirão como assim?

Pessoas que se ajudem entre si, constroem em mutirão vendem, em mutirão compram, e assim por diante. Ajudam uns aos outros.


Pensem nisso.


Outra hora falarei mais sobre isto.




COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR






Quantas vezes você ouviu alguém dizer… ah se, eu ganhasse na loteria, tudo seria diferente!




Mas será que esta pessoa se deu ao trabalho de ir até a casa lotérica, preencher o cartão, pagar, torcer, e esperar o sorteio? Provavelmente não.



Para quem aposta, ganhar na loteria é muito difícil; para quem não aposta, é impossível. Neste sentido, o mundo dos negócios é como a loteria – é preciso sempre tomar uma iniciativa. Mas a semelhança para por aí.



Muita gente acredita que o sucesso nos negócios depende da sorte. Na verdade, um empreendedor é uma pessoa disposta a construir o próprio futuro.



Tem gente que acha que esta capacidade é um dom que nasce com a pessoa. Isso não é verdade.


Como em qualquer área, alguns têm mais facilidades para os negócios que os outros, mas o empreendedor não nasce feito.


Os comportamentos que definem um empreendedor por ser aprendidos.


Muitas vezes é a atitude do empreendedor que determina o sucesso ou o fracasso de um empreendimento.


Fonte: Sebrae


Natue_Produtos Naturais

segunda-feira, 18 de maio de 2015

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS






Não existe uma estrutura rígida, cada caso é um caso.

A estrutura básica pode seguir a seguinte ordem:





1.     CAPA
2.     SUMÁRIO
3.     SUMÁRIO EXECUTIVO ESTENDIDO – RESUMO DO PLANO
3.1. Declaração de missão
3.2. Declaração de visão
3.3. Propósitos gerais e específicos do negócio, metas e objetivos
3.4. Estratégias de marketing
3.5. Processo de produção
3.6. Equipe gerencial
3.7. Investimentos e retornos financeiros

4.     PRODUTOS E SERVIÇOS – O SEU PRODUTO OU SERVIÇO
4.1. Descrição dos produtos e serviços (características e benefícios)
4.2. Previsão de lançamento de novos produtos e serviços

5.     ANALISE DA INDÚSTRIA – A SUA ATIVIDADE
5.1. Analise do setor
5.2. Definição do nicho de mercado
5.3. Analise da concorrência
5.4. Diferenciais competitivos

6.     PLANO DE MARKETING COMO CONQUISTAR OS CLIENTES
6.1. Estratégias de marketing (preço, produto, ponto, promoção).
6.2. Canais de venda e distribuição
6.3. Projetos de venda

7.     PLANO OPERACIONAL COMO SUA EMPRESA FUNCIONA
7.1. Analise das instalações
7.2. Equipamentos e maquinas necessárias
7.3. Funcionários e insumos necessários
7.4. Processo de produção
7.5. Terceirização

8.     ESTRUTURA DA EMPRESA – COMO A EMPRESA SE ORGANIZA
8.1. Estrutura organizacional
8.2. Assessorias externas (jurídica, contábil, etc.)
8.3. Equipe de gestão

9.     PLANO FINANCEIRO – OS NÚMEROS DA EMPRESA
9.1. Balanço Patrimonial
9.2. Demonstrativo de resultados
9.3. Fluxo de Caixa

10. ANEXOS – OUTRAS INFORMAÇÕES (INCLUA O CURRICULUM VITAE DOS SÓCIOS E GERENTES)




Fonte: Sebrae





terça-feira, 12 de maio de 2015

PLANO DE NEGÓCIOS TERCEIRA PARTE.






IMPORTANTE QUE SEJA VIÁVEL




Um plano de negócios deve ser elaborado pelo próprio empresário pessoalmente. Quanto mais você conhecer sua empresa melhor será seu plano.


Em que negócio você esta? O que você vende? Qual é seu mercado-alvo?



PARA QUE SERVE O PLANO


Entender e dar diretrizes ao negócio;
Ajudar a gerenciar;
Monitorar o dia a dia;
Conseguir financiamento;
Identificar oportunidades;
Comunicação com funcionários e parceiros;
Convencimento de fornecedores e clientes.




PARA QUEM ELABORAMOS O PLANO


Mantenedores de incubadoras – SEBRAE, UNIVERSIDADES e PREFEITURAS;

Parceiros;

Bancos;

Investidores;

Fornecedores;

A própria empresa;

Os clientes;

Sócios.



Fonte: SEBRAE




Continuar próxima postagem…




quinta-feira, 7 de maio de 2015

PLANO DE NEGÓCIOS SEGUNDA PARTE




Poucos empresários sabem elaborar um PN com objetividade, formulário dentro dos conceitos básicos que incluem:

  • Planejamento;

  • Vendas e marketing;

  • Fluxo de caixa;

  • Ponto de equilíbrio;

  • Proteção de faturamento e tudo mais que seja importante para a empresa.



No Brasil não temos a cultura do planejamento. Cultivamos a criatividade, mas desprezamos a prática de recolher dados e a partir deles montar um plano para a empresa.
A realidade sempre nos surpreende. Mas porque ser surpreendidos por fatos perfeitamente previsíveis? Elaborar um plano aumenta o conhecimento que o empresário tem de seu próprio negócio.



Lembre-se que o plano não deve ser esquecido numa gaveta depois de apresentado.



Um plano de negócios é uma ferramenta dinâmica que vai mudar com o mercado e o próprio desenvolvimento dos objetivos e metas de sua empresa.

 




Fonte: Sebrae



Continua na próxima postagem...

quarta-feira, 6 de maio de 2015

PLANO DE NEGÓCIOS







Plano de negócios é um documento que descreve a empresa e onde ela pretende chegar. É uma ferramenta de grande utilidade, fundamental para a gestão e o planejamento inicial de um empreendimento.




Não existe um plano de negócios ideal, ele pode ser resumido e ter entre 10 a 15 páginas ou ser um plano completo, tendo até 40 páginas, dependendo do objetivo e necessidade de quem vai receber o documento.


Deve ser um documento preparado com todo cuidado, trazendo dados claros, atualizados, precisos sobre sua empresa.




Quase sempre um plano de negócios é elaborado com a intenção de obter crédito junto a um Banco ou a um outro agente financeiro, mas é muito mais do que isto e deve funcionar como um guia para a própria empresa. Toda entidade financiadora precisa de um plano de negócios para conhecer a empresa, mas toda empresa precisa de um plano de negócios também.








Fonte: Sebrae




terça-feira, 5 de maio de 2015

O PLANO DA EMPRESA





Muito mais do que um documento feito para conseguir recursos, o plano de negócios deve funcionar como um guia para sua empresa.



Tão importante quanto o conhecimento, controle e acompanhamento dos dados, financeiros da empresa, é sua capacidade de transmitir essas informações. Isso é feito a partir da elaboração de um plano de negócios.




Ele é a fotografia do seu negócio e, quanto mais claro e nítido estiver, melhor será a ideia que as pessoas farão dele.





Observação: Nos próximos capítulos irei continuar falando sobre plano de negócios. Continua…