O Home Office e ou trabalho em casa vem se expandindo no Brasil com o avanço das tecnologias.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

VEREADORES APROVAM RESTRIÇÃO AOS FRETADOS EM SÃO PAULO

VEREADORES APROVAM RESTRIÇÃO AOS FRETADOS EM SÃO PAULO



Vereadores aprovam restrição aos fretados em São Paulo


Da Agência Estado


“Quase dois meses de discussão e de protestos de empresários na frente da Câmara Municipal não alteraram o poder do secretário municipal dos Transportes, Alexandre de Moraes, de decidir por onde os ônibus fretados vão poder circular em São Paulo. Com 39 votos favoráveis e 13 contrários, o projeto que prevê a implementação da restrição, em vigor por portaria desde o dia 27, foi aprovado sem alterações significativas em relação ao texto enviado pelo Executivo. As exceções de circulação dentro de 70 quilômetros quadrados do centro expandido, como a localização de pontos de embarque e de desembarque, terão de ser decididas pelo secretário. A lei segue agora para a sanção do prefeito Gilberto Kassab (DEM). (...)”


Web Viagens_Itália Imperial
Em 2009 além do problema da gripe suína, problema este já citado em outra postagem, ocorreu o problema das mudanças com os fretados em SP, onde os vereadores acreditando que para diminuir os problemas com transito deveriam diminuir os fretados na cidade.
É quando entendemos que com todas essas mudanças temos que apostar na conscientização de empregadores e governantes para este tema, onde muitos funcionários às vezes atravessam cidades e até estados para trabalhar gastam de duas a quatro horas em transito dentro de ônibus e carros, ou então dentro de trens e metrôs, além do que também vimos, como já dito acima, que foi criado o projeto de lei em São Paulo que regulamenta a circulação dos fretados, ônibus estes que transportam de longe trabalhadores em sua maioria da área administrativa, que vão de cidades como Santos, São Bernardo do Campo entre outras trabalhar em cidades como São Paulo, Barueri, entre outras. E para não ter que se viajar em varias conduções utilizam os fretados para se locomover. Onde os vereadores deveriam ter pensado sim num projeto de lei para melhorar o transito de São Paulo no de Teletrabalho, por exemplo, sendo que este poderia ser mais eficaz.





Para Maria A. de M. Fetzner [2001], em sua dissertação de mestrado afirma que, vivemos a possibilidade, impensada a algumas décadas, de contarmos com trabalhadores e, até mesmo, organizações virtuais onde, mais do que a existência da proximidade física, são idéias, valores e projetos compartilhados que congregam grupos de trabalho.
E nós entendemos que as organizações podem trabalhar descentralizadas essas possibilidades, não há mais o que se discutir e esta na hora de mudar a cultura brasileira, podendo todos perceber que é um caminho sem volta onde o desenvolvimento das tecnologias de comunicação em especial, como representadas por fax, telefones celulares, secretárias eletrônicas e computadores tornou possível às pessoas realizarem o trabalho habitual a partir de qualquer localização e em condições muito aproximadas às encontradas no escritório tradicional de uma empresa.


O uso de tecnologias permite a equipes trabalharem juntas efetivamente, estando seus membros distribuídos em diversas localidades surgindo assim um novo conceito de trabalho, associado à localização mais flexível dos trabalhadores. Como escritórios, domicílios ou móveis (sem posto fixo) e em diferentes zonas de tempo, e o chamado escritório flexível, no qual mesas, espaço e recursos para reuniões são alocados para grupos e indivíduos conforme um critério de necessidade e não de propriedade que pode trazer benefícios às empresas, aos trabalhadores e à comunidade estando os mesmos fora dos grandes centros.
escritório flexivel
Onde as comunidades se beneficiam, sobretudo, com um menor consumo de energia, redução da poluição e condições de tráfego menos congestionado. Os trabalhadores, pela melhoria da qualidade de vida, possibilidade de harmonizar compromissos pessoais e profissionais, ganho de tempo, redução de despesas com vestuário e transportes. As empresas, por seu lado reduzem absenteísmo, custos, obtêm maior produtividade, retêm talentos, melhoram a satisfação interna e exercitam a cidadania. Todas estas e outras vantagens descreveremos a seguir, porém isto em si não é suficiente para que essa forma de trabalho seja adotada.
Também acreditamos que a idéia de teletrabalho deve ser sugerida se efetivamente for agregar vantagens superiores à execução do trabalho numa localização física comum. Mudanças de relações de trabalho devem ser conduzidas com cuidado, após consciencioso estudo das condições implicadas e da avaliação das vantagens e desvantagens envolvidas, onde tem que se provar que as mesmas são favoráveis, por este motivo tem visto a existência de vários autores não só em nosso país mais também em outros tentando provar seja com case ou através de sites, blogs e até mesmo a televisão com programas jornalísticos que existe esta nova maneira de se trabalhar e que os benefícios ao cidadão também são encontrados e para a comunidade.
trafego

Sendo eles a melhoria de condições ambientais, redução do tráfego, melhoria de qualidade de vida, o aumento de oportunidades de integração ao mercado de trabalho por pessoas com algum tipo de incapacidade, etc. Como sugere Maria A. de M. Fetzner [2001]. E ela diz mais ainda que o desenvolvimento de Teletrabalho pela empresa, por sua vez, pode ser repassado como conhecimento à comunidade ou oferecido como serviço agregado ao provimento de acesso. Já as tecnologias de gestão do trabalho e pessoal habituado a trabalhar em equipes virtuais são normalmente percebidas pelas empresas como recursos de infra-estrutura produtiva e influenciam suas decisões sobre investimentos nas comunidades.
 Porém poderão surgir dificuldades exemplo disto esse sistema já fracassou em algumas empresas por falta de experiências e de um estudo mais organizado onde as causas maiores são: Implementação pouco planejada; dificuldades de adaptação do pessoal e repercussões sobre o seu moral; escolha inadequada de participantes; resistências dos grupos funcionais e gerenciais; incapacidade em aferir resultados para a produtividade ou de identificar seus resultados financeiros; problemas de natureza legal ou de gerenciamento.

Por isso, se faz necessário um grande entendimento das condições envolvidas na proposta de Teletrabalho, permitindo, se houver decisão favorável à implantação, uma orientação e um planejamento adequados ao seu sucesso. O entendimento deve ser feito à luz do conhecimento sobre as experiências já realizadas e das contribuições trazidas pelo pessoal interno.

Com tudo o que foi dito acima ainda afirmo sobre minha vida particular algumas experiências que tenho vivenciado, onde um dia destes como faço parte do grupo Sobratt eu não pode comparecer na reunião pessoalmente e pude vivenciar a reunião via conferencia para mim foi muito interessante. Outra experiência é que meu irmão  foi viajar para a Europa e lá o mesmo entrou em contato comigo via Skype e conversamos como se o mesmo estivesse falando comigo ao lado de casa. Embora eu tenha a restrição de ter uma internet de apenas 256 kpps, mesmo assim a mesma funciona sem cair em momento algum e posso compartilhar com outros computadores e conversar via Skype, vídeo conferencias entre outros. Aproveitei este impasse para pedir ao meu irmão informações sobre o teletrabalho na Europa embora a mesma esta em crise e o mesmo confirma que lá eles tem internet de até 32 megabytes e que a cada dez famílias uma trabalha em casa. 


Enfim notamos com isto que não é impossível trabalhar com internet e a distancia, o que deve ser feito é conscientizarmos de mudanças a partir de nós mesmos. Hoje eu pode entender através de leituras que pessoas que mudaram o mundo como Steve Jobs mudaram o mundo através da informatica sendo que os mesmos começaram onde em suas garagens na suas casas, os criadores da Dell e outras grandes empresas seguiram o mesmo caminho.




 Recebi um informe no linkedin hoje sobre os empreendedores, sobre uma matéria interessante dos garageiros acho interessante dividir com vocês nisto segue o link abaixo para reflexão. Não irei comentar pois a mesma por si só já diz tudo. Também deixo mais um link sobre os nossos medos de empreender. Nisto quero deixar somente um comentário a começar de mim acreditamos que temos que mudar o Brasil, mas primeiro nós temos que mudar a nós, e vejo que nós precisamos ter mais empreendedores sem medo de ser feliz aqui mais de preferencia Brasileiros.


Segue os links: