O Home Office e ou trabalho em casa vem se expandindo no Brasil com o avanço das tecnologias.

domingo, 20 de novembro de 2011

QUER TRABALHAR EM CASA?

QUER TRABALHAR EM CASA?


















Escreve Aline Brandão




A política de home Office está se tornando mais e mais comum no Brasil. Quem pode aderir e o que é necessário para que o trabalho remoto funcione? (...) “Já é uma realidade, mas ainda não tem massa crítica. Vários executivos já trabalham com isso, mas a maioria dos profissionais ainda fica no escritório – diz o Diretor de Marketing da Polycom para América Latina e Caribe, Pierre Rodrigues. (...) Na Symantec, onde 90% dos funcionários trabalham em notebooks, a política existe desde 2003 e é dividida em três diferentes categorias: o home Office Casual, usado por funcionários que têm escritório nas dependências da empresa e ocasionalmente utilizam o escritório em casa; o home Office Oficial, dos funcionários que trabalham sempre remotamente; e ainda o home Office Executivo, para cargos de diretoria e presidência.
As vantagens
Yoshimura usa o home Office há cerca de seis anos, desde que começou a trabalhar em empresas de tecnologia. (...) “A produtividade aumenta, em casa você está mais tranqüilo. Sem contar que em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, você pode perder 45 minutos no trânsito. A empresa nos incentiva a trabalhar em casa, especialmente quando acontece qualquer problema na cidade: chuvas, acidentes, um buraco no meio da cidade... – diz, rindo.
 A Cisco utiliza a política de home Office desde o ano 2000. A possibilidade de trabalhar remotamente está aberta para todos os funcionários e boa parte deles adota o método. Alguns trabalham à distância 100% do tempo.
“A gente tem, por exemplo, atendentes de call Center remotos que trabalham com telefonia IP. Alguns de nossos colaboradores são deficientes físicos, teriam problemas para chegar ao local de trabalho; com o home Office fica bom para eles e para nós, porque esses profissionais são muito produtivos – lembra o Gerente de Desenvolvimento de Negócios em Segurança da Cisco, Maurício Gaudêncio. Outro ponto de destaque para Maurício é a economia em espaço. Como os funcionários não estão todos ao mesmo tempo nas dependências da empresa, os custos com aluguel, limpeza e manutenção são drasticamente diminuídos. “A Cisco fica num prédio bastante caro. Se todos os colaboradores trabalhassem aqui, teríamos que ocupar três ou quatro andares, mas hoje ocupamos só dois. Os gastos com aluguel poderiam ser o dobro se não tivéssemos a política de home Office – afirma. Na multinacional Polycom, 25% dos empregados usam o esquema de home Office. Só na América Latina, a porcentagem sobe para metade do quadro de funcionários. Pudera: para a companhia, especializada em serviços de teleconferência, o trabalho a distância é também um nicho de mercado. “No nosso caso o home Office é mais sofisticado, porque é nosso produto. Mas as empresas precisam levar esse trabalho a sério – justifica Pierre Rodrigues. Ainda segundo ele, os colaboradores que trabalham em casa têm rendimento comprovadamente maior do que no escritório da companhia.


O crescimento dos grandes centros é um dos fatores que vem motivando a criação do trabalho em casa seguido por família e fuso horário conveniente.  Em a família as mulheres que trabalham em casa podem escolher a facilidade para olhar seus filhos, levá-los a escola e médicos e também poder ter seu horário de trabalho sem ter que deixar com outras pessoas, claro que para tanto tem que ter muita disciplina.  Para um bom número de mulheres existe tradicionalmente um período gasto fora do mercado de trabalho, especialmente quando as crianças são pequenas. Isto pode levar à desatualização de conhecimentos e em dificuldades no retorno ao trabalho. Sendo que se torna a pior coisa na carreira das mesmas onde após tentar voltar a trabalhar necessita de buscar o conhecimento novamente que pode levar tempo e gasto financeiro entre outros transtornos. Já o trabalho flexível pode permitir uma maior continuidade (mesmo que seja apenas efetuado periodicamente) e desta forma é possível manter o desenvolvimento de conhecimentos e competências relevantes.

"Esta modalidade de trabalho conta com uma série de fatores favoráveis à sua expansão e multiplicação, do ponto de vista dos interesses da organização empresarial: diminuição de custos nomeadamente em instalações, energia, transporte e pessoal; melhor otimização dos espaços; maior eficiência e produtividade; possibilidade de adoção de esquemas de gestão assente por objetivos ou resultados; maior flexibilização da gestão empresarial; melhor fixação do trabalhador; maior resistência a fatores externos que poderiam por em causa o regular funcionamento da unidade produtiva, tais como greves de transportes, calamidades naturais, etc.” [Castro, Cláudio Roberto Carneiro: Juiz do Trabalho da 3ª Região; Teletrabalho: A mais expressiva forma de trabalho do Século XXI]





                                                 Fonte: Alvaro Mello - Sobratt




Quanto ao crescimento dos grandes centros que o mesmo vem a impedir a concentração urbana, haja vista que onde tem trabalho é para lá que segue os moradores crescendo aceleradamente e junto à criminalidade e as construções mal distribuídas como favelas entre outros tipos de moradias, o teletrabalho gera novas oportunidades para as regiões periféricas e menos desenvolvidas, reanimando os subúrbios e as áreas rurais e evitando assim a especulação imobiliária no centro da cidade, além dessas vantagens citadas estão outras como as seguintes para a sociedade: diminuição do tráfego (deslocações diárias e maciças de trabalhadores dos subúrbios para os grandes centros urbanos), redução dos níveis de poluição atmosférica, melhor gestão dos espaços urbanos e requalificação das cidades; aumentos da produtividade e eficiência no trabalho; criação de novos empregos, até mesmo para trabalhadores portadores de doenças físicas como cadeirantes, por exemplo, que tem dificuldade de locomoção e a redução da diferença de natureza econômico-social existentes entre os centros urbanos e os centros rurais.
Um dia estava no atendimento em meu trabalho e ligou um cliente da Uranet até então achei que era um cliente empresa comum, haja vista que trabalho no setor de atendimento a empresas, ao questiona-lo sobre qual era sua necessidade de suporte o mesmo me disse que necessitava de um técnico para montar o seu computador, a empresa que eu trabalho aluga computadores a pessoas físicas e empresas na sua maioria empresas e depois é realizado o suporte sem custo para o usuário, porém em sua maioria o próprio cliente monta o seu equipamento assim sendo questionei qual a real necessidade ao cliente de não ter montado seu equipamento e fiquei muito surpresa o mesmo me disse ser portador de necessidades especiais e trabalhar em casa não tendo um meio de montar seu equipamento assim foi lhe prestado o atendimento de acordo com sua necessidade e neste momento entendi a empresa Uranet tem trabalhadores em casa.

Embora os dados no momento encontrado é por enquanto para os de necessidades especiais, mas já é um grande avanço, porém é um projeto muito importante vendo o link acima em destaque da empresa vemos quando a empresa se apresentou em um grande seminário do teletrabalho e os projetos apresentados. Vale a pena conferir, também achei o video do youtube abaixo interessante e postei aqui link do mesmo abaixo:



Estes dias participei na Av. Paulista de um evento de apresentação do teletrabalho e para descer na estação entre a Paulista e Consolação tive grande dificuldade onde foi necessário mudar o caminho para chegar ao meu destino por sinal cheguei com uma hora quase de atrazo de tanto transtorno na condução desde minha residência até o destino final. Enfim em meio a este transtorno tinha um senhor cadeirante que não estava no elevador e não havia nenhum segurança para acompanha-lo foi quando pensei neste momento talvez o mesmo esteja até indo trabalhar e se o mesmo trabalhasse em casa não estaria passando por este transtorno.
Todos os dias encontramos pessoas assim nesta situação na medida do possível vou tentar tirar fotos para postar aqui, hoje postei umas fotos que tirei em meu quintal para mostrar que com a mobilidade e tecnologia podemos trabalhar em qualquer lugar.